EQUIPE II

DIAGNOSTICOS

 

A mamografia ou radiografia de mamas é o método mais efetivo para identificar o câncer. Existem dois tipos de mamografias: de controle (procedimentos de rotina) e de diagnóstico (para examinar áreas específicas nas que uma dureza foi apalpadas). Em mulheres jovens, grávidas ou em período de amamentação, as mamas são mais densas e a interpretação da mamografia é mais complexa do que nas mulheres mais velhas, cujas mamas apresentam alta proporção de gordura. Utilizam-se as ultra-sonografias para diferenciar as massas sólidas - que poderiam ser cancerosas - dos cistos (cavidades contendo líquidos) que geralmente não são cancerosos, reduzindo assim o número de biópsias desnecessário. A ressonância magnética pode identificar certos tumores difíceis de serem detectados nas mamografias. Para confirmar um diagnóstico de câncer de mama realiza-se uma biópsia.

Pesquisar no site

© 2010 Todos os direitos reservados.